O seu valor

Naquele tempo, eu nunca tive a real noção do que tudo aquilo significava. Muitas vezes as lições vinham sem que eu soubesse ou as enxergasse de forma clara.
Mas nem de longe isso quer dizer que eu não aprendia. Pelo contrário. Aprendia sem saber que estava aprendendo.

Prestes à voltar para o Brasil, eu já não era mais aquele mesmo menino que chegou ali naquela terra sem saber dos costumes e da língua local. Talvez nesta época, fosse muito mais um japonês do que um brasileiro. Este, certamente é o maior valor que um estrangeiro pode mostrar. Eu quis aprender, eu quis fazer parte, quis ser como eles e naquele momento esse era o meu maior valor.

Em qualquer vida, em qualquer raça, em qualquer existência, a vontade de aprender, de ser, sempre é o que acaba definindo o valor de uma pessoa. O que se faz para ser alguém?

É o tal do ser antes do ter. Eu nunca cobicei nada sem merecimento. Eu nunca quis ter nada sem ser alguma coisa antes disso e para ser, é necessário aprender e muito todos os dias.

Estava triste por em breve ter que deixar tudo aquilo para trás. Todas as pessoas, amigos, lugares e é claro, uma parte importante da minha família.

Talvez eu tenha evitado esses pensamentos ou talvez eu tenha escolhido de alguma forma não pensar sobre isso, mas é fato que mais uma vez eu ia ter que me despedir da minha grande referência e acima de tudo, do meu melhor amigo. O meu irmão.

As pessoas estavam tristes pela minha partida e eu também, porém sempre existe um lado bom para tudo(se não tem, está errado) e o bom, é que com muito orgulho eu percebi que eu merecia aquele sentimentdo que vinha de todos. Só sentimos falta do que tem valor e eu me sinto feliz, de ter tido o meu valor como pessoa reconhecido por tantas pessoas que eu respeitva tanto.

O meu valor, só existe porque conheci e aprendi com essas pessoas.

Comments are closed.