Se tornar Campeão

Ser Campeão em um Campeonato Japonês de Karate já tem as suas dificuldades naturais, por se tratar de uma arte marcial altamente competitiva em sua terra natal. Ser Campeão sendo um estrangeiro, com certeza esta dificuldade aumenta consideravelmente. Aquele ginásio B&G sempre me trouxe boas lembranças, onde todo ano acontecia o Shizuoka Goju-kai Taikai (Campeonato da Província de Shizuoka de Karate-do Goju-kai) e agora lá estava meu irmão buscando trilhar seu caminho com seus próprios pés.
Vê-lo ali competindo com alguns atletas já conhecidos e mais experientes, por si só já era motivo de orgulho. Saber que todo o treinamento cobrado até então, seria posto em prática, torcer somente era pouco. Era como se eu estivesse lá dentro do koto também…
Passar o dia naquele ginásio era como uma festa em família, pois além do Horácio, nossa família ia também e os alunos e pais do nosso Dojo já faziam parte não apenas dos nossos treinos, mas também de nossas vidas. Comer obentou na hora do almoço, deixar os sapatos na entrada do Ginásio, ver as crianças levantarem a mão direita para anunciar o nome do kata, usar capacete da mizuno para lutar, coisas que só vemos e desfrutamos quando se compete no Japão.
Melhor ainda do que passar um dia agradável é ver o Horácio vencer a categoria dele, não pelo título ou troféu em si, mas por tudo que aquilo significava. Ver o esforço dele sendo de certa forma recompensado, dando início a uma carreira esportiva digna de histórias, era muito gratificante e também motivo de orgulho.
Aquela era a semente dos Saito Brothers no karate …..
Horácio Saito – Campeão

Comments are closed.